| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

DIÓGENES
Desde: 15/07/2005      Publicadas: 655      Atualização: 10/01/2016

Capa |  CULTURA  |  HISTÓRIA  |  OPINIÃO  |  TOQUES


 TOQUES

  02/11/2011
  0 comentário(s)


A LUTA INDÍGENA EM SANTA CATARINA - Elaine Tavares

Na cidade de Abelardo Luz, oeste de Santa Catarina, os conflitos de terra são seculares. Mas, no que diz respeito aos Kaigang, foi na década de 50 que o próprio Serviço de Proteção ao Índio (SPI) deu a pá de cal na expulsão dos indígenas da área conhecida como Toldo do Imbu, hoje reivindicada pelos Kaigang. Segundo lembranças de um velho índio que era chefe do grupo na região, Otávio Belino, compiladas por Egon Heck, do Cimi: "naqueles dias eles chegaram, com jagunços armados, e foram colocando todas as nossas coisas num caminhão. Eles nos caçaram e tiraram todo mundo da terra, amarrado. Essa terra sempre foi nossa".

A LUTA INDÍGENA EM SANTA CATARINA - Elaine TavaresUm júri popular definiu, na última terça-feira (18/10), que oito pessoas da etnia Kaikang são as culpadas pela morte do fazendeiro Olices Stefani, ocorrida em fevereiro de 2004, na cidade de Abelardo Luz, durante um conflito envolvendo agricultores e indígenas. A decisão é estranha porque, segundo o CIMI, não foram apresentadas provas quanto a quem realmente foi o autor do disparo que acabou matando o fazendeiro na madrugada daquele carnaval. Mesmo assim, quatro deles foram condenados a seis anos de prisão pelo assassinato e outros quatro, condenados a nove anos, acusados também de cárcere privado. Segundo Jakson Santana, do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), de Chapecó, a condenação não se sustenta e é muito mais uma condenação ao movimento dos indígenas pela demarcação de suas terras do que da morte em si. "Qualquer pessoa poderia ter matado o fazendeiro. Era madrugada, no meio do nada. Não há provas de que foram os índios."

A morte de um dos mais importantes fazendeiros da cidade de Abelardo Luz, que era também representante do Sindicato Rural, se deu num contexto de conflito, quando, em fevereiro de 2004 os Kaigang ocuparam uma fazenda na luta pela demarcação de suas terras ancestrais. Havia um processo correndo na Funai, mas tudo estava parado, como é comum quando se trata das terras indígenas. Desde 1998 esse grupo de Kaigang estava acampado em uma pequena extensão de três hectares, esperando que suas terras fossem definitivamente demarcadas para que pudessem viver em paz. Historicamente a etnia Kaigang ocupava um vasto território que vai desde a região do Rio Tietê, em São Paulo, até o Rio Grande do Sul. Com a expansão das fronteiras agrícolas, essa etnia foi sendo empurrada para outros espaços e muitos grupos foram completamente dizimados. A chegada dos colonos estrangeiros, que vinham para o Brasil acreditando nas belas propagandas que o governo fazia, de terra boa, fértil e vazia, acabaram sendo os principais algozes, pois, ao chegarem se deparavam com a fúria dos autóctones. E, visando garantir seus direitos " oferecidos pelo Estado " não se furtavam de matar e "limpar a área". Não bastasse isso ainda havia os aventureiros, que adentravam o Brasil profundo grilando terra e arrasando a vida que por ali estivesse.

Na cidade de Abelardo Luz, oeste de Santa Catarina, os conflitos de terra são seculares. Mas, no que diz respeito aos Kaigang, foi na década de 50 que o próprio Serviço de Proteção ao Índio (SPI) deu a pá de cal na expulsão dos indígenas da área conhecida como Toldo do Imbu, hoje reivindicada pelos Kaigang. Segundo lembranças de um velho índio que era chefe do grupo na região, Otávio Belino, compiladas por Egon Heck, do Cimi: "naqueles dias eles chegaram, com jagunços armados, e foram colocando todas as nossas coisas num caminhão. Eles nos caçaram e tiraram todo mundo da terra, amarrado. Essa terra sempre foi nossa".

Mas, como conta Belino, os índios foram tirados à força, com o apoio dos grandes proprietários da região, que hoje assumem uma posição de vítimas. Foi por conta dessa história que, nos anos 90, os Kaigang recrudesceram a luta por aquilo que era deles por direito. A Funai abriu processo para regularizar a área, não sem antes haver toda uma articulação promovida pelos poderosos da região para impedir, até porque as terras roubadas dos índios hoje estão na mãos " em maior volume " dos grandes fazendeiros. É certo que existem pequenos produtores também vivendo na área, mas esses não são os maiores entraves à demarcação. Ressarcidos, eles poderão seguir com suas vidas de pequenos agricultores, já que não são exploradores capitalistas. O que pega mesmo é a pequena parcela de grandes proprietários que transformaram as terras indígenas em empresas rurais.

O crime

A situação que acabou na morte do fazendeiro Olices Stefani é cercada de fatos confusos. Os 250 Kaigangs que lutavam pela demarcação de suas terras decidiram ocupar uma fazenda à margem de uma estrada, visando pressionar a Funai, uma vez que o processo estava engavetado e eles estavam morrendo à míngua num espaço minúsculo, no qual não podiam sequer plantar. A ocupação já durava três dias e havia levantado polvorosa na cidade. Os fazendeiros, liderados pelo Sindicato Rural, pressionavam o governo para que os indígenas fossem retirados, afinal, uma ocupação sempre acaba rendendo debates e isso não seria bom para os que se diziam "donos" da terra que era, na verdade, dos índios. Quatro dias depois da ocupação, em pleno carnaval, por volta da uma hora da manhã, os fazendeiros entraram na fazenda ocupada. O que se seguiu só os que lá estavam podem contar. No meio da madrugada, assustados, os Kaigang imaginaram que seriam massacrados, afinal, a jagunçagem é bem conhecida por aqueles que lutam pelos seus direitos. O fato é que houve um disparo e o fazendeiro acabou morto. Mas, ninguém sabe quem disparou. Os indígenas negam que tivessem armas. O fazendeiro, segundo relatos do Cimi, tinha muitos desafetos na região. "Quem pode garantir que não tenha sido um crime a calhar. E além de tudo, botando a culpa nos índios. Tudo é muito obscuro. E o que esses fazendeiros foram fazer na ocupação, de madrugada, em pleno carnaval?" Essas perguntas ficam sem resposta.

Um seminário promovido pelo Senado Federal, na Assembléia Legislativa de Santa Catarina, poucos dias depois do conflito, dá conta de como o governo e os fazendeiros estavam lidando com a questão indígena no local. Diz o representante do secretário da Agricultura de SC, Ari Neoman: "Estamos no centro do problema, já que de um lado estão os agricultores, que produzem não apenas para comer, mas também para exportar, aumentando a balança comercial do país. E de outro os índios, que necessitam de suas terras para viver". Ou seja, quem teria mais poder aí? Os índios ou os que aumentam a balança comercial?

Também participou da reunião o representante do prefeito de Seara, procurador Paulo Vantuin, que disse ser um absurdo a Funai querer aumentar as terras indígenas de 900 para 5 mil hectares, pois isso prejudicaria 1.300 pessoas que ocupam a região. E argumenta: "Entendemos também a situação dos índios, mas as famílias que estão na região há mais de cem anos não podem sair tão prejudicadas." Ora, os indígenas, que vivem ali há centenas de anos, podem?

O fazendeiro Ilson de Sousa foi mais longe e falou que há uma "indústria da criação de áreas indígenas no país". Exigindo a prisão desses que, segundo ele, formam a tal indústria, ainda "acusou" os Kaignag de não trabalharem e também de possuírem carros, celulares e imóveis. "Se os índios têm tudo isso, para que querem mais terras?" Se isso fosse um argumento válido então caberia aqui também perguntar se ele mesmo, o fazendeiro, tem celular, carro e não trabalha (quem trabalha são os empregados), por que precisa também das terras? Isso mostra o tremendo desconhecimento da realidade cultural dos indígenas e mais, expressa o preconceito, o racismo e a intolerância. Nada mais natural num grande proprietário de terra.

O hoje

O fato é que o resultado daquela madrugada obscura foi a morte de um fazendeiro e, agora, a condenação de oito Kaigang. Os indígenas seguem afirmando que não mataram o fazendeiro. Não há provas contundentes de que foram eles, mesmo assim estão condenados. A defesa diz que vai apelar, pois só o argumento de que não há como saber quem atirou, inviabiliza uma condenação. Mesmo assim, o caso haverá de arrastar-se. Os indígenas Albari José Oliveira Santos, Valdecir Oliveira Santos, Mauri Santos Oliveira e Vanderlei dos Santos tiveram penas de nove anos, e Marciano Oliveira dos Santos, César Galvão, Vanderlei Felizardo e Claudir da Silva tiveram penas de seis anos.

A condenação tampouco "resolve" a questão dos conflitos de terra naquela região, porque esse não é um caso de polícia. A demarcação das terras Kaigang é direito de um povo que, como bem lembra o velho chefe Belino, foi retirado à força de seu lugar de vida, para que as terras pudessem ser vendidas pelo próprio estado. Hoje, as famílias de grandes e pequenos proprietários que reivindicam estar na terra há décadas, precisam compreender que ela lhes foi vendida de forma irregular e ilegalmente, à custa da violência e da morte. Já os que simplesmente grilaram a terra, esses não devem nem ser escutados.

O triste episódio daquele fevereiro de 2004 pelo menos fez com que a questão dos Kaigang saísse da gaveta. O processo que estava parado seguiu seu rumo. Já foi feito o levantamento fundiário e começam a ser pagas as benfeitorias que foram feitas na área. A coisa ainda está emperrada porque os fazendeiros ainda tentaram, em 2007, pedir a nulidade da portaria que estabelece a demarcação. Não conseguiram. Segundo o Cimi de Chapecó, vivendo na área que será dos Kaigang existem em torno de 70 famílias, duas ou três com mais de 60% das terras.

No grupo dos Kaigang vivem 250 almas, ainda acampadas numa estreita faixa de três hectares. Os acusados da morte do fazendeiro seguem em liberdade, uma vez que a condenação ainda não esgota o assunto. A luta dos povos indígenas pela recuperação de seus territórios e de viver a vida a seu modo ainda está bem longe de terminar. E, muito mais do que vencer nos tribunais, há que vencer o racismo, o preconceito e a completa ignorância que existe sobre o mundo dos reais donos dessa terra.

Existe vida no Jornalismo
Blog da Elaine: www.eteia.blogspot.com
América Latina Livre - www.iela.ufsc.br
Desacato - www.desacato.info
Pobres & Nojentas - www.pobresenojentas.blogspot.com
Agencia Contestado de Noticias Populares - www.agecon.org.br
  Web site: urda@flynet.com.br


  Mais notícias da seção Geral no caderno TOQUES
20/10/2015 - Geral - A ESQUERDA DA DIREITA
"A vassalagem é uma doença que surgiu no Brasil colonial e atravessou os séculos impávida, geração após geração, desafiando vacinas e remédios, conseguiu vencer as briosas revoluções que se lhe opuseram, derrotou valentes e destemidos e enclausurou-se nas salas de redação de rádios, televisões e jornais de quase todo o país, de onde expele os seus ...
29/09/2015 - Geral - O GOLPE ANUNCIADO E A TEORIA DO CAOS
Para maquiar o golpe e justificar a sua impureza usa-se a teoria do caos. Instalou-se em Curitiba uma espécie de Tribunal da Inquisição chefiado por um Grande Inquisidor que usa de todos os meios para amedrontar não só os políticos como qualquer cidadão brasileiro que não lhe agrade muito, utilizando meios que estão previstos em lei, mas clarament...
04/03/2015 - Geral - O MEDO DE DILMA E OS ABUTRES DE PLANTÃO
A continuar assim, em breve veremos Dilma saudando os ataques genocidas de Israel à Faixa de Gaza, atacando o presidente Nicolás Maduro, da Venezuela, apoiando Raul Castro nas suas tentativas de fazer de Cuba um modelo de país capitalista, denunciando as guerrilhas latino-americanas e afastando-se do grupo BRICS, que se transformará em RICS, onde R...
10/01/2015 - Geral - O IRMÃO MAIS MOÇO DE FIDEL CASTRO
"Resta saber o que acontecerá a Cuba, que se diz socialista e está aceitando o capitalismo. Talvez se transforme, a exemplo do Brasil, em mais um satélite dos Estados Unidos e, neste caso, a ALBA (Aliança Bolivariana das Américas), da qual Cuba foi inspiradora nos tempos de Fidel, estará ameaçada. O certo é que não podem coexistir dois sistemas pol...
10/01/2015 - Geral - A QUADRILHA E O ASSASSINATO DE CELSO DANIEL
"E prevaleceu a impunidade, novamente. A dependência subserviente do Judiciário e do Legislativo ao poder Executivo enseja a prática de crimes políticos, remete a Justiça ao banco dos réus da opinião pública e torna a palavra "político" sinônimo de criminoso. Todo o processo do assassinato de Celso Daniel terá de ser refeito a partir da fase de i...
24/01/2014 - Geral - DA REVOLUÇÃO AO ROLEZINHO
"São amantes do rap e do funk, principalmente do Funk Ostentação, que fala de carros (chamados de "naves"), vida de luxo, dinheiro e mulheres, e onde é importante ostentar o "kit" (tênis, bermuda, camisa, anéis e colares, óculos escuros e boné). Adoram letras de música como a do rapper 50 Cent, que possui discos como "Power of the Dollar" (O Poder ...
21/01/2014 - Geral - O frustrado golpe da CIA e o Estado Major - GABRIEL MOLINA FRANCHOSSI
"Segundo Madeleine Duncan Brown, amante de Johnson, em 21 de novembro o vice-presidente assistiu a uma festa privada na casa do magnata petroleiro de Dallas Clint Murchinson, onde Johnson disse uma frase enigmática: "A partir de amanhã esses malditos Kennedy nunca mais serão um problema para mim". (5) O conhecido investigador Carl Oglesby sempre in...
13/01/2014 - Geral - HAITI - QUATRO ANOS APÓS O TERREMOTO E DEZ ANOS DE OCUPAÇÃO MILITAR
A Minustah tem hoje presentes no Haiti mais de 6.200 militares e 2.400 policiais. O Brasil já gastou R$ 2 bilhões com a Missão, e a ONU gasta, anualmente, 500 milhões de dólares. O grosso dessas enormes quantias foram gastos com estrutura militar, e não aplicados na saúde, educação, moradia ou na agricultura haitianas. A missão da ONU no Haiti é ma...
03/01/2014 - Geral - O FRUTO PODRE DA NOSSA POLÍTICA
"Aquele partido que se dizia comunista e revolucionário, formado por pessoas da nova geração que se acreditavam vanguardistas, muito vanguardistas, e que fabricou pacienciosamente o PT que hoje conhecemos teria sido, de fato, um partido de esquerda ou no seu núcleo mais fechado já haveria um plano, desde os anos "80, que uniria internacionalização...
09/05/2013 - Geral - PETRÓLEO PARA AS TRANSNACIONAIS - Adriano Benayon
A ANP promoveu, sob governos petistas, maior número de rodadas que sob os do PSDB. Agora, está chegando à 11ª rodada, na qual, abriu, nos leilões, quantidade enorme de áreas para exploração, como sempre, arbitrariamente e sem controle da sociedade....
08/05/2013 - Geral - BRASIL É O QUARTO PAÍS COM MAIORES TAXAS DE HOMICÍDIO CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES - Antonio Carlos Lacerda
No Brasil, a edição do Mapa da Violência, elaborado pelo sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz e editado pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso) e o Centro Brasileiro de Estudos Latino-americanos (Cebela), traz grave alerta sobre o que chama de "epidemia" da violência no Brasil contra crianças e adolescentes. Em um ranking de 92 pa...
05/05/2013 - Geral - O BRASIL QUE TORTURA - por Pedro Valls Feu Rosa
E eis que chegamos a 2013 diante daquela que é talvez a mais insólita das denúncias: 52 presos desnudos obrigados a sentar sobre cimento quente, expostos ao sol, até que suas nádegas ficassem em carne viva. 52 seres humanos! Ao ar livre! À luz do dia! E dentro de uma região metropolitana!O mais triste é que esta barbárie ficou escondida do mundo da...
05/05/2013 - Geral - JORNAL INGLÊS DIZ QUE NO BRASIL AS RAPOSAS CUIDAM DO GALINHEIRO - Antonio Carlos Lacerda
O jornal britânico Financial Times disse que no Congresso Nacional do Brasil "a raposa está frequentemente cuidando do galinheiro". Entre as supostas "raposas" citadas pelo diário, estão o deputado e pastor evangélico, Marco Feliciano, que preside a Comissão de Direitos Humanos do Congresso e que fez uma série de comentários racistas e homofóbicos,...
05/05/2013 - Geral - AUTORES E DIRETORES OCULTOS DO DRAMA SÍRIO - por Olga Chetverikova
O "triângulo da morte" abrangendo a Turquia, Arábia Saudita e Qatar faz jogos na Síria em estreita coordenação com a CIA. Os papeis chave no concerto são dados a Hamad bin Jassim bin Jaber bin Muhammad Al Thani, o primeiro-ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros do Qatar, e ao membro da Casa de Saud Bandar bin Sultan, secretário-geral do cons...
13/04/2013 - Geral - Elias Jabbour: O que quer a Coreia do Norte?
Você sabia que houve uma guerra entre os lados norte e sul da península coreana entre os anos de 1950 e 1953? Você sabia que foi a primeira vez, desde a independência dos EUA (1776) que os norteamericanos assinaram um armistício, ou seja, foram derrotados pela primeira vez em quase 200 anos? Você sabia que desde 1776 os EUA nunca ficaram longe de u...
09/02/2013 - Geral - O POLÍTICO CARNAVAL BAJEENSE
Através do programa diário "Visão Geral", da Rádio Cultura de Bagé, o decreto do cancelamento do Carnaval de 2013 vem sendo bombardeado, inclusive com ataques pessoais ao Prefeito. O que parecia, de início, despeito do antigo radialista citado, tomando como questão pessoal o cancelamento das atividades carnavalescas oficiais, foi encampado por toda...
18/07/2012 - Geral - BRASIGUAIOS DEPUSERAM LUGO?
Os Brasiguaios que dominam o Congresso Paraguaio com o seu poder econômico " assim como no Brasil existe a "Bancada do Agronegócio", que manda no Governo " rejubilam-se. O povo paraguaio continua sem terras. Assim como no Brasil....
03/01/2012 - Geral - RONDÔNIA: A OPERAÇÃO MAGNÍFICO JANUÁRIO - por JOSÉ RIBAMAR BESSA FREIRE
"Quando este texto já havia sido enviado ao Diário do Amazonas para sua publicação, recebemos a noticia de que um grupo de 42 pistoleiros encapuzados e fortemente armados invadiu uma aldeia indígena Kaiowá Guarani, no Estado do Mato Grosso do Sul e matou o cacique Nísio Gomes, de 59 anos, com tiros de armas calibre 12, conforme denúncias do CIMI, c...
10/12/2011 - Geral - SORRIA, VOCÊ ESTÁ SENDO VIGIADO - FAUSTO BRIGNOL
"Todos aqueles brinquedos eletrônicos " como computadores e telefones celulares de todos os tipos " que você tem e utiliza diariamente, fazendo com que seja um consumidor nota dez são "cavalos de Tróia", espiões que passam às agências de pelo menos 25 países (o Brasil incluído) os seus pensamentos, gostos, ações, manias e desejos."...
10/12/2011 - Geral - SÓCRATES BRASILEIRO - FAUSTO BRIGNOL
Sócrates não fez mil gols nem foi chamado de rei. Não ganhou nenhuma estátua, nem foi bajulado pela imprensa especializada em futebol, que aceitava, contrariada, a sua inevitável presença. Não foi um jogador fabricado em escolinha para ser transformado em produto de marketing e fazer caras e bocas para os fotógrafos e cinegrafistas. Ele jamais acei...
02/11/2011 - Geral - OCCUPY WALL STREET - Naomi Klein
""Por que eles estão protestando?", perguntam-se os confusos comentaristas da TV. Enquanto isso, o mundo pergunta: "por que vocês demoraram tanto? A gente estava querendo saber quando vocês iam aparecer." E, acima de tudo, o mundo diz: "bem-vindos"."...
02/11/2011 - Geral - LULA - PELO SUS NÃO! - Fausto Brignol
" Já imaginaram o Lula esperando numa fila do SUS? -"Com licença, companheiro, posso passar na sua frente? Eu estou com um tumor maligno na laringe." - "Que coincidência, ex-companheiro de lutas vendidas, eu também estou com um câncer na laringe." - "Mas eu sou o Lula, o Cara, fui presidente e vou ser de novo, depois da Dilma, mas primei...
28/05/2011 - Geral - DESABAFO DE UM PROMOTOR - GIOVANI FERRI, Promotor de Justiça de Toledo-PR
"Quem não é da área, fique sabendo que em 60 dias (05/07/2011) a nova lei entra em vigor e a PRISÃO EM FLAGRANTE E PRISÃO PREVENTIVA SOMENTE OCORRERÃO EM CASOS RARÍSSIMOS, aumentando a impunidade no país. Em tese somente vai ficar preso quem cometer HOMICÍDIO QUALIFICADO, ESTUPRO, TRÁFICO DE ENTORPECENTES, LATROCÍNIO, etc.. A nova lei trouxe a exig...
14/03/2011 - Geral - LÍBIA - Fausto Brignol
"O capitalismo não aceita o socialismo, mas não aceita, principalmente, um país socialista que seja, ao mesmo tempo, nacionalista " porque isso faz com que o povo se una em torno de um projeto comum, evitando ao máximo as dissensões internas. E principalmente não aceita o islamismo, que, apesar das eternas divergências entre sunitas e xiitas " orto...
13/01/2011 - Geral - O IMPÉRIO QUER MATAR JULIAN ASSANGE
Há várias maneiras de matar. Em 1953 a CIA distribuiu aos seus agentes um manual de treinamento para assassinar (tornado público em 1997) cheio de conselhos práticos. Um deles: "O acidente mais eficiente, no assassínio simples, é uma queda de 75 pés [23 metros] ou mais sobre uma superfície dura. Poços de elevador, porões de escada, janelas aberta...
11/01/2011 - Geral - STF BRASILEIRO CONTINUA O MESMO E NEGA LIBERDADE A BATTISTI
Como já era de se esperar, o Supremo Tribunal Federal (STF) atendeu novamente às exigências da extrema direita italiana e negou na última quinta-feira, 6, o pedido de soltura imediata do ex-ativista Cesare Battisti.O pedido de soltura, protocolado na última segunda-feira (3) pela defesa do italiano, se baseou na decisão do ex-presidente Lula, que n...
05/01/2011 - Geral - QUEM OU O QUE É A PIMCO
Pimco, o maior fundo de títulos no mundo que tem sede em Newport Beach, Califórnia, fez da dívida brasileira sua favorita entre os mercados emergentes, principalmente devido à sua confiança em Palocci , 49 anos, que é um deputado federal do Estado de São Paulo e assessor econômico de Dilma Rousseff. Os títulos brasileiros que têm vencimento em 2040...
31/12/2010 - Geral - DESTAQUES DE 2010
O ano de 2010 deixa saudades para alguns e tristezas para outros, como sempre acontece em todos os anos. Tivemos nascimentos, mortes, tragédias, guerras e momentos emocionantes... No Brasil, a eleição de Dilma e a convocação de "Dilmetes" para todos os cargos possíveis " desde segurança até Apontadora Oficial de Lápis Para a Presidente mostrou ...
27/11/2010 - Geral - HAITI - LABORATÓRIO PARA INTERVENÇÃO MILITAR CONTRA O POVO BRASILEIRO
Durante as operações na capital fluminense, feita conjuntamente entre as polícias e as Forças Armadas, destacou-se que 60% dos 800 paraquedistas do Exército destacados para tal fim haviam participado da ocupação militar no Haiti. Desde 2004, o Brasil lidera uma força de ocupação da ONU no país caribenho, atuando na repressão do povo haitiano no lug...
27/11/2010 - Geral - A DITADURA CONTINUA NAS UNIVERSIDADES
Um dos casos mais notórios até este ano foi a perseguição aos estudantes da Unesp no ano de 2005, que culminou na expulsão de sete estudantes do campus da Unesp de Franca, a ameaça de expulsão de mais 15 estudantes do campus de Marília e na ameaça de expulsão de duas militantes da Aliança da Juventude Revolucionária no campus de Araraquara, que cul...



Capa |  CULTURA  |  HISTÓRIA  |  OPINIÃO  |  TOQUES
Busca em

  
655 Notícias