| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

DIÓGENES
Desde: 15/07/2005      Publicadas: 655      Atualização: 10/01/2016

Capa |  CULTURA  |  HISTÓRIA  |  OPINIÃO  |  TOQUES


 TOQUES

  21/01/2014
  0 comentário(s)


O frustrado golpe da CIA e o Estado Major - GABRIEL MOLINA FRANCHOSSI

"Segundo Madeleine Duncan Brown, amante de Johnson, em 21 de novembro o vice-presidente assistiu a uma festa privada na casa do magnata petroleiro de Dallas Clint Murchinson, onde Johnson disse uma frase enigmática: "A partir de amanhã esses malditos Kennedy nunca mais serão um problema para mim". (5) O conhecido investigador Carl Oglesby sempre indicou Johnson como o mais beneficiado pelo crime e qualifica a reunião na véspera do crime como coordenação final do atentado, em sua obra The Yankee Cowboy War (A guerra do caubói ianque). A senhora Brown concedeu uma entrevista de 80 minutos ao autor Robert Gaylon Ross sobre seus 21 anos de relações com Johnson e as revelações que têm sido bastante ignoradas pela mídia. O principal suspeito é o diretor do FBI, J. Edgar Hoover, a quem Robert Kennedy considerava um chantagista, parceiro nos negócios de Meyer Lansky e amigo do gângster Frank Costello, através do qual ganhava apostas nas corridas de cavalos. Por isso negava a existência da Cosa Nostra; também estavam na festa Allen Dulles, ex-diretor da CIA, Richard Nixon, ex-vice-presidente, e os texanos John Connally, ex-governador do Estado, o milionário petroleiro H. L. Hunt; John J. McCloy, o general Charles Cabell e eu irmão, o prefeito de Dallas, Earl Cabell. Este último mudou, por sua conta, o percurso da caravana do presidente, o que facilitou a tarefa aos atiradores."

O frustrado golpe da CIA e o Estado Major - GABRIEL MOLINA FRANCHOSSIAS gravações das conversações no avião que conduziu a Washington o cadáver do presidente Kennedy recentemente revelaram que o general Curtis LeMay, chefe do Estado Major da Aviação, estava nesse voo, mas sua presença foi encoberta. LeMay e o também general Lyman Lemnitzer tentaram um golpe de Estado, em junho de 1962, que foi ocultado à opinião pública. O golpe foi adiado até 22 de novembro de 1963.

A informação sobre o voo foi achada entre os papéis do general Chester Clifton, principal assessor militar de Kennedy. Segundo o Arquivo de Segurança Nacional dos Estados Unidos, que publicou a fita na internet, um assistente tentava a todo o custo interromper as transmissões do avião presidencial Air Force 1 e comunicar-se com LeMay. Na primeira versão dessas teve-se cuidado de não mencionar o chefe da aviação, questão que levantou mais receios sobre o magnicídio e as atitudes de Le May, um dos mais belicosos adversários de JFK.

O confronto dos chefes do Estado Major e a CIA com Kennedy começou em 18 de abril de 1961, quando o almirante Burke e o general Lemnitzer pressionaram JFK para bombardear Cuba e reverter a difícil situação dos invasores.(1)

Durante a Crise dos Mísseis, em 1962, LeMay advogava por um golpe nuclear preventivo, até insultar virtualmente o presidente: "Cheira mal, da mesma forma que a covardia de Neville Chamberlain! Sería quase tão mau como o apaziguamiento de Munique".(2)

O chefe da aviação se referia ao incidente do pai de Kennedy, quando era embaixador em Londres e foi acusado de aconselhar o primeiro-ministro inglês que cedesse a Tchecoslováquia a Hitler, em 1938, para apaziguá-lo. Joseph Kennedy foi separado de seu posto ante as críticas.

LeMay alegava que a URSS não faria nada para impedir uma ação militar direta e imediata. Contava com o apoio de todos os chefes dos corpos armados, inclusive do chefe do Estado Major Conjunto, general Maxwell Taylor, nomeado por Kennedy no lugar de Lemnitzer para tentar conter, sem sucesso, os outros militares. Apesar de tudo, JFK se negou a bombardear e invadir Cuba, pois lhe inquietava que a reação soviética poderia conduzir a uma guerra nuclear. LeMay qualificou essa crise como a maior derrota na história dos Estados Unidos. Uns dias antes Lemnitzer e Allen Dulles, ainda diretor da CIA, haviam proposto, em uma reunião do Conselho de Segurança Nacional, realizar um ataque nuclear de surpresa contra a URSS. O presidente saiu incômodo da reunião, segundo seu assessor Arthur Schlesinger.

Lemnitzer agia associado a LeMay desde que em junho de 1962, quatro meses antes da Crise dos Mísseis, fosse substituído, por ter liderado um complô para derrocar o governo. Subordinado a Dwight Eisenhower na Segunda Guerra Mundial y considerado um herói, havia sido ascendido por JFK, ao tomar posse em 1961, de chefe do exército a chefe do Estado Major Conjunto. Às 20h00 foi citado a uma reunião na Casa Branca, pois "o presidente tinha feito um chocante descobrimento: seu Chefe do Estado Major Conjunto fazia parte de um conluio para derrocar o governo e substitui-lo por uma maldita junta militar".(3)

A reação de Lemnitzer na reunião foi acusar Kennedy de ter perdido o respeito à nação e ter conduzido o país à beira do desastre, por suas políticas com a União Soviética. O The New York Times publicou dias depois que Kennedy ordenou a agentes do FBI ocupar os escritórios dos chefes militares no Pentágono.

O presidente preferiu não denunciar o complô publicamente, em troca da demissão de Lemnitzer da chefia do Estado Major. Taylor foi designado em seu lugar e o altaneiro general assumiu a chefia militar da Organização do Tratado do Atlântico Norte. A revolta foi ocultada e negada " aduziu-se " porque "o acossado Kennedy não queria enfraquecer ainda mais a confiança em seu governo".(4)

A presença de LeMay no avião presidencial tem sido assinalada como mostra de conivência com o novo presidente Lyndon B. Johnson. O fato está ligado aos crescentes enfrentamentos dos Kennedy com Johnson e a cúpula militar e de inteligência, agravados em 1963. Seriam postas a nu as corruptas conexões políticas e administrativas do texano Billie Sol Estes, um milionário que financiava Johnson e foi sancionado pelos tribunais depois de ter sido investigado por Robert Kennedy como Procurador Geral. Estes declarou que o vice-presidente o obrigou a silenciar os negócios escusos que eles juntos faziam. Os irmãos haviam determinado deixá-lo fora da candidatura nas eleições de 1964, pela informação que Robert havia reunido acerca dos assuntos corruptos de Johnson.

Segundo Madeleine Duncan Brown, amante de Johnson, em 21 de novembro o vice-presidente assistiu a uma festa privada na casa do magnata petroleiro de Dallas Clint Murchinson, onde Johnson disse uma frase enigmática: "A partir de amanhã esses malditos Kennedy nunca mais serão um problema para mim". (5)

O conhecido investigador Carl Oglesby sempre indicou Johnson como o mais beneficiado pelo crime e qualifica a reunião na véspera do crime como coordenação final do atentado, em sua obra The Yankee Cowboy War (A guerra do caubói ianque). A senhora Brown concedeu uma entrevista de 80 minutos ao autor Robert Gaylon Ross sobre seus 21 anos de relações com Johnson e as revelações que têm sido bastante ignoradas pela mídia. Até sua morte em 2002, ela nunca mostrou hostilidad para Johnson.

Oglesby oferece uma lista dos assistentes à reunião, eles todos personagens que odiavam ou se opunham aos Kennedy, pretensos autores intelectuais do crime que em 22 de novembro cumpletará 50 anos sem punição. O principal é o diretor do FBI, J. Edgar Hoover, a quem Robert Kennedy considerava um chantagista, parceiro nos negócios de Meyer Lansky e amigo do gângster Frank Costello, através do qual ganhava apostas nas corridas de cavalos. Por isso negava a existência da Cosa Nostra; também estavam na festa Allen Dulles, ex-diretor da CIA, Richard Nixon, ex-vice-presidente, e os texanos John Connally, ex-governador do Estado, o milionário petroleiro H. L. Hunt; John J. McCloy, o general Charles Cabell e eu irmão, o prefeito de Dallas, Earl Cabell. Este último mudou, por sua conta, o percurso da caravana do presidente, o que facilitou a tarefa aos atiradores.

Robert estava pronto para usar este arsenal quando decidiu romper com a tradição de não desafiar um membro de seu próprio partido em funções de presidente do país, ao lançar sua candidatura nas eleições primárias de 1968, na qual Johnson aspirava a se reeleger. Porque LBJ não só deu marcha à ré à decisão de JFK de ir reduzindo a guerra com o Vietnã, mas a acirrou e se negou a melhorar as relações com Cuba, como Robert lhe expôs, quando assumiu a presidência.

Algo semelhante às ações de Johnson realiza agora Obama, quando insiste em atacar a Síria e mantém o assédio a Cuba, apesar da herança de JFK, que lhe confiou sua filha Caroline em 27 de janeiro de 2008, nas primícias do Partido Democrata. Ela publicou em The New York Times o artigo intitulado "Um presidente como meu pai", que terminava enfaticamente: "Nunca tive um presidente que me inspirasse na forma em que a gente me dizia que meu pai os inspirava a eles. Mas pela primeira vez eu acho haver achado o homem que poderia ser esse presidente; não para mim, mas sim para uma nova geração de norte-americanos". Foi essa a primeira e única vez que a filha de Kennedy apoiou um candidato à presidência. O senador Edward Kennedy, a seguir, se pronunciou também por Obama para inclinar a balança, até então favorável a Hillary Clinton, para o promissório afro-americano.

Mas agora, se aliando a grupos insanos, Obama compraz as forças guerreiristas e aos ultraconservadores cubano-americanos que, de acordo às investigações de Robert Kennedy, foram cúmplices ou participaram do assassinato, que se precipitou, entre outras razões, porque a CIA conheceu que seu irmão estava com pressa para normalizar as relações com Cuba.

Os Kennedy estavam atacando a filosofia da guerra que nesse momento se projetava com mais força em Cuba e no Vietnã. Uma recente revelação é a investigação de David Talbot, quem mostrou como Robert Kennedy, assim que soube do atentado, suspeitou que a CIA, a máfia ítalo-americana e as gangues de cubano-americanos foram os assassinos, porque os conhecia nos últimos anos de muito de perto, e se dispôs a demonstrá-lo, cuidando-se de não mostrá-lo até que pudesse estar à frente do governo, porque compreendia que tinha pela frente um inimigo muito poderoso. Por isso o assassinaram em 1968.

Na essência essa é a conclusão à que chegou, em 1978, o Comitê do Congresso quando orientou continuar as investigações. Não é por acaso que os mais públicos defensores do grupo de mafiosos cubanos, suspeitos de terem participado daquele conluio, sejam respaldados no ato de driblar a justiça por Ileana Ros-Lehtinen, Mario Diaz-Balart e um grupo de congressistas financiados com os recursos que o governo lhes concede, em nome da liberdade. Obama parece esquecer que, recém-eleito, esses ultras se negaram a recebê-lo. Ros foi mais longe ao se negar a escutá-lo pelo telefone. Esse grupo, apoiado pelo lobby israelense e o complexo militar industrial, mantém sequestrada a política para Cuba.

(1) Jornal Granma . 26-4-11.

(2) James W. Douglas. JFK and the Unspeakable. Simon & Schuster. New York, 2008. pp. xxiv, 21-22.

(3) David Talbot. Brothers. Simon & Schuster. New York, 2007 p.145.

(4) Ibid p.349.

(5) William Reymond. Le Derniere Temoin (A última testemunha), Editions Flam-marion. Paris 2003, p. 259.


  Mais notícias da seção Geral no caderno TOQUES
20/10/2015 - Geral - A ESQUERDA DA DIREITA
"A vassalagem é uma doença que surgiu no Brasil colonial e atravessou os séculos impávida, geração após geração, desafiando vacinas e remédios, conseguiu vencer as briosas revoluções que se lhe opuseram, derrotou valentes e destemidos e enclausurou-se nas salas de redação de rádios, televisões e jornais de quase todo o país, de onde expele os seus ...
29/09/2015 - Geral - O GOLPE ANUNCIADO E A TEORIA DO CAOS
Para maquiar o golpe e justificar a sua impureza usa-se a teoria do caos. Instalou-se em Curitiba uma espécie de Tribunal da Inquisição chefiado por um Grande Inquisidor que usa de todos os meios para amedrontar não só os políticos como qualquer cidadão brasileiro que não lhe agrade muito, utilizando meios que estão previstos em lei, mas clarament...
04/03/2015 - Geral - O MEDO DE DILMA E OS ABUTRES DE PLANTÃO
A continuar assim, em breve veremos Dilma saudando os ataques genocidas de Israel à Faixa de Gaza, atacando o presidente Nicolás Maduro, da Venezuela, apoiando Raul Castro nas suas tentativas de fazer de Cuba um modelo de país capitalista, denunciando as guerrilhas latino-americanas e afastando-se do grupo BRICS, que se transformará em RICS, onde R...
10/01/2015 - Geral - O IRMÃO MAIS MOÇO DE FIDEL CASTRO
"Resta saber o que acontecerá a Cuba, que se diz socialista e está aceitando o capitalismo. Talvez se transforme, a exemplo do Brasil, em mais um satélite dos Estados Unidos e, neste caso, a ALBA (Aliança Bolivariana das Américas), da qual Cuba foi inspiradora nos tempos de Fidel, estará ameaçada. O certo é que não podem coexistir dois sistemas pol...
10/01/2015 - Geral - A QUADRILHA E O ASSASSINATO DE CELSO DANIEL
"E prevaleceu a impunidade, novamente. A dependência subserviente do Judiciário e do Legislativo ao poder Executivo enseja a prática de crimes políticos, remete a Justiça ao banco dos réus da opinião pública e torna a palavra "político" sinônimo de criminoso. Todo o processo do assassinato de Celso Daniel terá de ser refeito a partir da fase de i...
24/01/2014 - Geral - DA REVOLUÇÃO AO ROLEZINHO
"São amantes do rap e do funk, principalmente do Funk Ostentação, que fala de carros (chamados de "naves"), vida de luxo, dinheiro e mulheres, e onde é importante ostentar o "kit" (tênis, bermuda, camisa, anéis e colares, óculos escuros e boné). Adoram letras de música como a do rapper 50 Cent, que possui discos como "Power of the Dollar" (O Poder ...
13/01/2014 - Geral - HAITI - QUATRO ANOS APÓS O TERREMOTO E DEZ ANOS DE OCUPAÇÃO MILITAR
A Minustah tem hoje presentes no Haiti mais de 6.200 militares e 2.400 policiais. O Brasil já gastou R$ 2 bilhões com a Missão, e a ONU gasta, anualmente, 500 milhões de dólares. O grosso dessas enormes quantias foram gastos com estrutura militar, e não aplicados na saúde, educação, moradia ou na agricultura haitianas. A missão da ONU no Haiti é ma...
03/01/2014 - Geral - O FRUTO PODRE DA NOSSA POLÍTICA
"Aquele partido que se dizia comunista e revolucionário, formado por pessoas da nova geração que se acreditavam vanguardistas, muito vanguardistas, e que fabricou pacienciosamente o PT que hoje conhecemos teria sido, de fato, um partido de esquerda ou no seu núcleo mais fechado já haveria um plano, desde os anos "80, que uniria internacionalização...
09/05/2013 - Geral - PETRÓLEO PARA AS TRANSNACIONAIS - Adriano Benayon
A ANP promoveu, sob governos petistas, maior número de rodadas que sob os do PSDB. Agora, está chegando à 11ª rodada, na qual, abriu, nos leilões, quantidade enorme de áreas para exploração, como sempre, arbitrariamente e sem controle da sociedade....
08/05/2013 - Geral - BRASIL É O QUARTO PAÍS COM MAIORES TAXAS DE HOMICÍDIO CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES - Antonio Carlos Lacerda
No Brasil, a edição do Mapa da Violência, elaborado pelo sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz e editado pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso) e o Centro Brasileiro de Estudos Latino-americanos (Cebela), traz grave alerta sobre o que chama de "epidemia" da violência no Brasil contra crianças e adolescentes. Em um ranking de 92 pa...
05/05/2013 - Geral - O BRASIL QUE TORTURA - por Pedro Valls Feu Rosa
E eis que chegamos a 2013 diante daquela que é talvez a mais insólita das denúncias: 52 presos desnudos obrigados a sentar sobre cimento quente, expostos ao sol, até que suas nádegas ficassem em carne viva. 52 seres humanos! Ao ar livre! À luz do dia! E dentro de uma região metropolitana!O mais triste é que esta barbárie ficou escondida do mundo da...
05/05/2013 - Geral - JORNAL INGLÊS DIZ QUE NO BRASIL AS RAPOSAS CUIDAM DO GALINHEIRO - Antonio Carlos Lacerda
O jornal britânico Financial Times disse que no Congresso Nacional do Brasil "a raposa está frequentemente cuidando do galinheiro". Entre as supostas "raposas" citadas pelo diário, estão o deputado e pastor evangélico, Marco Feliciano, que preside a Comissão de Direitos Humanos do Congresso e que fez uma série de comentários racistas e homofóbicos,...
05/05/2013 - Geral - AUTORES E DIRETORES OCULTOS DO DRAMA SÍRIO - por Olga Chetverikova
O "triângulo da morte" abrangendo a Turquia, Arábia Saudita e Qatar faz jogos na Síria em estreita coordenação com a CIA. Os papeis chave no concerto são dados a Hamad bin Jassim bin Jaber bin Muhammad Al Thani, o primeiro-ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros do Qatar, e ao membro da Casa de Saud Bandar bin Sultan, secretário-geral do cons...
13/04/2013 - Geral - Elias Jabbour: O que quer a Coreia do Norte?
Você sabia que houve uma guerra entre os lados norte e sul da península coreana entre os anos de 1950 e 1953? Você sabia que foi a primeira vez, desde a independência dos EUA (1776) que os norteamericanos assinaram um armistício, ou seja, foram derrotados pela primeira vez em quase 200 anos? Você sabia que desde 1776 os EUA nunca ficaram longe de u...
09/02/2013 - Geral - O POLÍTICO CARNAVAL BAJEENSE
Através do programa diário "Visão Geral", da Rádio Cultura de Bagé, o decreto do cancelamento do Carnaval de 2013 vem sendo bombardeado, inclusive com ataques pessoais ao Prefeito. O que parecia, de início, despeito do antigo radialista citado, tomando como questão pessoal o cancelamento das atividades carnavalescas oficiais, foi encampado por toda...
18/07/2012 - Geral - BRASIGUAIOS DEPUSERAM LUGO?
Os Brasiguaios que dominam o Congresso Paraguaio com o seu poder econômico " assim como no Brasil existe a "Bancada do Agronegócio", que manda no Governo " rejubilam-se. O povo paraguaio continua sem terras. Assim como no Brasil....
03/01/2012 - Geral - RONDÔNIA: A OPERAÇÃO MAGNÍFICO JANUÁRIO - por JOSÉ RIBAMAR BESSA FREIRE
"Quando este texto já havia sido enviado ao Diário do Amazonas para sua publicação, recebemos a noticia de que um grupo de 42 pistoleiros encapuzados e fortemente armados invadiu uma aldeia indígena Kaiowá Guarani, no Estado do Mato Grosso do Sul e matou o cacique Nísio Gomes, de 59 anos, com tiros de armas calibre 12, conforme denúncias do CIMI, c...
10/12/2011 - Geral - SORRIA, VOCÊ ESTÁ SENDO VIGIADO - FAUSTO BRIGNOL
"Todos aqueles brinquedos eletrônicos " como computadores e telefones celulares de todos os tipos " que você tem e utiliza diariamente, fazendo com que seja um consumidor nota dez são "cavalos de Tróia", espiões que passam às agências de pelo menos 25 países (o Brasil incluído) os seus pensamentos, gostos, ações, manias e desejos."...
10/12/2011 - Geral - SÓCRATES BRASILEIRO - FAUSTO BRIGNOL
Sócrates não fez mil gols nem foi chamado de rei. Não ganhou nenhuma estátua, nem foi bajulado pela imprensa especializada em futebol, que aceitava, contrariada, a sua inevitável presença. Não foi um jogador fabricado em escolinha para ser transformado em produto de marketing e fazer caras e bocas para os fotógrafos e cinegrafistas. Ele jamais acei...
02/11/2011 - Geral - OCCUPY WALL STREET - Naomi Klein
""Por que eles estão protestando?", perguntam-se os confusos comentaristas da TV. Enquanto isso, o mundo pergunta: "por que vocês demoraram tanto? A gente estava querendo saber quando vocês iam aparecer." E, acima de tudo, o mundo diz: "bem-vindos"."...
02/11/2011 - Geral - LULA - PELO SUS NÃO! - Fausto Brignol
" Já imaginaram o Lula esperando numa fila do SUS? -"Com licença, companheiro, posso passar na sua frente? Eu estou com um tumor maligno na laringe." - "Que coincidência, ex-companheiro de lutas vendidas, eu também estou com um câncer na laringe." - "Mas eu sou o Lula, o Cara, fui presidente e vou ser de novo, depois da Dilma, mas primei...
02/11/2011 - Geral - A LUTA INDÍGENA EM SANTA CATARINA - Elaine Tavares
Na cidade de Abelardo Luz, oeste de Santa Catarina, os conflitos de terra são seculares. Mas, no que diz respeito aos Kaigang, foi na década de 50 que o próprio Serviço de Proteção ao Índio (SPI) deu a pá de cal na expulsão dos indígenas da área conhecida como Toldo do Imbu, hoje reivindicada pelos Kaigang. Segundo lembranças de um velho índio que ...
28/05/2011 - Geral - DESABAFO DE UM PROMOTOR - GIOVANI FERRI, Promotor de Justiça de Toledo-PR
"Quem não é da área, fique sabendo que em 60 dias (05/07/2011) a nova lei entra em vigor e a PRISÃO EM FLAGRANTE E PRISÃO PREVENTIVA SOMENTE OCORRERÃO EM CASOS RARÍSSIMOS, aumentando a impunidade no país. Em tese somente vai ficar preso quem cometer HOMICÍDIO QUALIFICADO, ESTUPRO, TRÁFICO DE ENTORPECENTES, LATROCÍNIO, etc.. A nova lei trouxe a exig...
14/03/2011 - Geral - LÍBIA - Fausto Brignol
"O capitalismo não aceita o socialismo, mas não aceita, principalmente, um país socialista que seja, ao mesmo tempo, nacionalista " porque isso faz com que o povo se una em torno de um projeto comum, evitando ao máximo as dissensões internas. E principalmente não aceita o islamismo, que, apesar das eternas divergências entre sunitas e xiitas " orto...
13/01/2011 - Geral - O IMPÉRIO QUER MATAR JULIAN ASSANGE
Há várias maneiras de matar. Em 1953 a CIA distribuiu aos seus agentes um manual de treinamento para assassinar (tornado público em 1997) cheio de conselhos práticos. Um deles: "O acidente mais eficiente, no assassínio simples, é uma queda de 75 pés [23 metros] ou mais sobre uma superfície dura. Poços de elevador, porões de escada, janelas aberta...
11/01/2011 - Geral - STF BRASILEIRO CONTINUA O MESMO E NEGA LIBERDADE A BATTISTI
Como já era de se esperar, o Supremo Tribunal Federal (STF) atendeu novamente às exigências da extrema direita italiana e negou na última quinta-feira, 6, o pedido de soltura imediata do ex-ativista Cesare Battisti.O pedido de soltura, protocolado na última segunda-feira (3) pela defesa do italiano, se baseou na decisão do ex-presidente Lula, que n...
05/01/2011 - Geral - QUEM OU O QUE É A PIMCO
Pimco, o maior fundo de títulos no mundo que tem sede em Newport Beach, Califórnia, fez da dívida brasileira sua favorita entre os mercados emergentes, principalmente devido à sua confiança em Palocci , 49 anos, que é um deputado federal do Estado de São Paulo e assessor econômico de Dilma Rousseff. Os títulos brasileiros que têm vencimento em 2040...
31/12/2010 - Geral - DESTAQUES DE 2010
O ano de 2010 deixa saudades para alguns e tristezas para outros, como sempre acontece em todos os anos. Tivemos nascimentos, mortes, tragédias, guerras e momentos emocionantes... No Brasil, a eleição de Dilma e a convocação de "Dilmetes" para todos os cargos possíveis " desde segurança até Apontadora Oficial de Lápis Para a Presidente mostrou ...
27/11/2010 - Geral - HAITI - LABORATÓRIO PARA INTERVENÇÃO MILITAR CONTRA O POVO BRASILEIRO
Durante as operações na capital fluminense, feita conjuntamente entre as polícias e as Forças Armadas, destacou-se que 60% dos 800 paraquedistas do Exército destacados para tal fim haviam participado da ocupação militar no Haiti. Desde 2004, o Brasil lidera uma força de ocupação da ONU no país caribenho, atuando na repressão do povo haitiano no lug...
27/11/2010 - Geral - A DITADURA CONTINUA NAS UNIVERSIDADES
Um dos casos mais notórios até este ano foi a perseguição aos estudantes da Unesp no ano de 2005, que culminou na expulsão de sete estudantes do campus da Unesp de Franca, a ameaça de expulsão de mais 15 estudantes do campus de Marília e na ameaça de expulsão de duas militantes da Aliança da Juventude Revolucionária no campus de Araraquara, que cul...



Capa |  CULTURA  |  HISTÓRIA  |  OPINIÃO  |  TOQUES
Busca em

  
655 Notícias